navbar

TOTALITARISMO: Brasil, um país perdido na hermenêutica jurídica

videversus-11102017

Madrasta que participou do crime que matou a menina Isabella Nardoni é libertada pela Justiça e vai passar o Dia das Crianças nas ruas junto com Suzanne Von Richtoffen, mentora dos assassinatos dos próprios pais

Via G1 Vale do Paraíba e região

oliveira-isabella-jatoba Ana Carolina Oliveira e Isabella Nardoni, morta em 2008 e do lado direito da imagem a cúmplice do crime Ana Carolina Jatobá, que deixou o presídio na manhã desta quarta-feira (11)[/caption]

A detenta Anna Carolina Jatobá, condenada pela morte da enteada Isabella Nardoni, deixou a prisão por volta das 8h desta quarta-feira (11). Essa é a primeira vez que ela deixa a penitenciária em Tremembé (SP). Ela foi beneficiada pela saída temporária de Dia das Crianças. (veja vídeo abaixo)

A saída dela foi autorizada nesta terça-feira (10) pela Justiça depois que ela obteve progressão de regime para o semiaberto, em julho. A detenta deixou a unidade em um SUV preto na companhia de uma mulher que não foi identificada. A presa não deu entrevista.

As detentas do regime semiaberto foram liberadas na penitenciária Santa Maria Eufrásia Pelletier ‘P1 de deminina’, onde Anna Carolina é interna desde 2008, a partir das 7h desta quarta. Elas devem retornar até 17h da próxima segunda-feira (16).

Anna Carolina é mãe de dois filhos, de 10 e 12 anos e deve passar o feriado prolongado na companhia deles. Eles moram com a família dela em São Paulo.

O advogado dela, Roberto Podval, disse nesta terça em entrevista ao G1 que não iria comentar o assunto. A Secretaria da Administração Penitenciária informou que o processo da presa Anna Carolina Jatobá está sob sigilo de Justiça e que a pasta somente cumpre as decisões judiciais.

O marido de Anna Carolina, Alexandre Nardoni – pai da menina Isabella – também está preso em Tremembé. Ele cumpre pena no regime fechado e só vai poder pedir progressão de regime em julho de 2019.< Caso Isabela Nardoni

Em 29 de março de 2008, Isabella foi jogada da janela do apartamento do casal, no sexto andar de um prédio no bairro do Carandiru, na Zona Norte de São Paulo. Os condenados negam o crime. Eles alegam que uma outra pessoa entrou na residência e matou a criança.

A acusação se baseou em provas periciais produzidas pela Polícia Civil. Para o Ministério Público, Anna Jatobá esganou Isabella Nardoni e Alexandre jogou o corpo da filha pela janela. Antes, o casal teria cortado uma tela de proteção do apartamento.

suzane-e-ana-carolina

Suzane von Richthofen e Ana Carolina Jatobá flagradas em uma conversa animada na penitenciária de Tremembé (SP)


Caso Richthofen
Suzane von Richthofen, condenada em 2006 pela morte dos pais, também teve o benefício da ‘saidinha’ concedido e saiu no começo desta manhã.
O namorado foi ao local buscá-la em um Gol. Ela cistuma passar os períodos de saída temporária na casa da família dele, em Angatuba (SP).

doacoes
Mãe de Isabella Nardoni comenta a saída de Anna Jatobá
O benefício foi dado no feriado do Dia das Crianças

Via Veja SP — Por João Batista Jr.

Os sentimentos de Ana Carolina Oliveira neste feriado dos Dia das Crianças serão distintos. De um lado, terá a alegria de ter ao lado o filho Miguel, de 1 ano e cinco meses, fruto de seu casamento com Vinícius Francomano. De outro, precisa lidar com a notícia de que Anna Carolina Jatobá recebeu o direito de sair da cadeia justamente nesta data.

Ao lado do marido Alexandre Nardoni, Anna Carolina foi condenada por atirar pela janela a criança Isabella Nardoni, em março de 2008, em um crime que chocou o Brasil. “Estou indignada. Ela comete um crime absurdo e sai justamente na saidinha do Dia das Crianças? Parece até piada”, diz Ana Carolina Oliveira, mãe de Isabella. “Isso é um absurdo.”

TCU bloqueia todos os bens de Dilma Roussef

O Tribunal de Contas da União decidiu, nesta quarta-feira, bloquear os bens da mulher sapiens petista e ex-presidente Dilma Rousseff, em razão da atuação da petista na compra da refinaria sucata de Pasadena pela Petrobrás, o pior negócio da história do capitalismo mundial. A decisão alcança também Antonio Palocci, José Sergio Gabrielli, Claudio Luis da Silva Haddad, Fabio Colletti Barbosa e Gleuber Vieira, todos membros do conselho da estatal à época.

quarta-feira, 11 de outubro de 2017

Cartola preso Carlos Arthur Nuzman renuncia à presidência do COB

Após 22 anos, o cartola preso Carlos Arthur Nuzman deixa a presidência do Comitê Olímpico do Brasil. Ele renunciou ao cargo em assembleia extraordinária, por meio de carta. O vice Paulo Wanderlei assumirá a função. Nuzman já havia pedido afastamento no último dia 6 de outubro, em carta enviada ao COB. Nela, dizia que se concentraria em sua defesa, para provar sua inocência, e que não poderia se concentrar na função de presidente. Ele tinha mandato até 2020, mas está preso preventivamente, acusado de intermediar a compra de votos para a cidade do Rio de Janeiro ganhar o direito de sediar os Jogos Olímpicos de 2016.

Preso desde a última quinta-feira, Carlos Arthur Nuzman é investigado pela Operação Lava Jato no Rio de Janeiro acusado de ter intermediado um pagamento de 2 milhões de reais a Lamine Diack, presidente da Associação Internacional das Federações de Atletismo (IAAF), que, em troca do dinheiro, votaria pela candidatura do Rio à sede da Olimpíada de 2016 e influenciaria outros membros africanos do Comitê Olímpico Internacional (COI) a fazer o mesmo.

Conforme as apurações, o pagamento foi feito a Papa Massata Diack, filho do dirigente, pelo empresário Arthur César de Menezes Soares Filho, o “Rei Arthur”, cujas empresas chegaram a ter 3 bilhões de reais em contratos com o governo do Rio de Janeiro durante a gestão do ex-governador Sérgio Cabral (PMDB).

doacoes

Governador paulista Geraldo Alckmin afasta delegado que fez buscas por drogas na casa de filho de Lula

A Secretaria de Segurança Pública do governo de Geraldo Alckmin, em São Paulo, afastou nesta quarta-feira o delegado da Polícia Civil responsável pelas buscas na casa de Marcos Cláudio Lula da Silva, filho do poderoso chefão da organização criminosa petista e ex-presidente Lula (PT), na cidade de Paulínia (SP), na noite de terça-feira. O secretário Mágino Barbosa Filho determinou “procedimento administrativo para apurar em que condições ocorreu uma diligência de busca e apreensão” e que o afastamento do policial ocorre “para preservação das investigações”. A busca foi realizada após uma denúncia sobre uso de drogas no local, mas nada foi encontrado.Marcos Cláudio é filho do primeiro casamento da falecida ex-primeira-dama Marisa Letícia Lula da Silva e foi adotado pelo ex-presidente. Ele teve uma breve atuação na vida pública, tendo sido diretor de Turismo e Eventos da Prefeitura de São Bernardo do Campo (SP) e pré-candidato a vereador pelo PT em 2008, mas teve a postulação barrada pelo Tribunal Superior Eleitoral.

Nesta terça-feira, o advogado Cristiano Zanin Martins, que defende o ex-presidente e seu neto, apontou um “caráter abusivo” na ação da Polícia Civil. “A busca e apreensão, feita a partir de denúncia anônima e sem base, não encontrou no local o porte de qualquer bem ou substância ilícita, o que é suficiente para revelar o caráter abusivo da medida”.

A ação da polícia paulista contra Marcos Cláudio gerou reação de nomes proeminentes do PT. No Twitter, a ex-presidente Dilma Rousseff (PT) classificou a diligência, uma “invasão” nas palavras dela, como “mais uma ação abusiva cometida por exibicionismo midiático”. “Não havia nenhuma investigação em andamento, e a invasão da casa de Marcos Cláudio foi baseada apenas numa denúncia anônima falsa”, completou.

A petista ainda relacionou o caso com o suicídio de Luiz Carlos Cancellier de Olivo, reitor da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) que tirou a própria vida depois que foi preso pela Polícia Federal e afastado da função, suspeito de desviar recursos de programas de educação à distância (EaD) da UFSC. “Arbitrariedades policiais como estas levaram ao suicídio do reitor da UFSC, um homem a quem não se deu direito de defesa”, escreveu a mulher sapiens petista, estocadora de ventos e rainha da mandioca ex-presidente na rede social.

Em Brasília, a busca na residência do filho adotivo do ex-presidente foi o gancho para que o líder do partido na Câmara, deputado Carlos Zarattini (SP), defendesse a volta do projeto de lei sobre abuso de autoridade para a pauta do Congresso. “Estamos vivendo no Brasil um verdadeiro abuso das autoridades policiais, que fazem perseguições a pessoas, não só da política, mas também a pessoas comuns”, disse.

CVM instaura processo contra Jorge Gerdau por causa da má gestão na Petrobrás

A Comissão de Valores Mobiliários (CVM) acusou 40 ex-executivos da Petrobras de terem fraudado normas contábeis vigentes no Brasil. Suspeitas de irregularidades diz respeito a reavaliação do valor de ativos como as Refinarias Abreu e Lima (Rnest), em Pernambuco, e Complexo Petroquímico do Rio (Comperj), no Rio de Janeiro. Entre os acusados pela CVM estão os ex-presidentes da Petrobras, os petistas Aldemir Bendine, Graça Foster, além do diretor financeiro da estatal, Ivan Monteiro; o ex-ministro da Fazenda, o também petista Guido Mantega, a ex-ministra do Planejamento, a petista Miriam Belchior, o ex-presidente do BNDES, o petista Luciano Coutinho, e os empresários Jorge Gerdau e Josué Gomes da Silva.

Presidente Michel Temer revoga a condição de refugiado do terrorista italiano Cesare Battisti no Brasil

O Michel Temer decidiu revogar a condição de refugiado do terrorista Cesare Battisti e extraditá-lo caso o Supremo Tribunal Federal não dê a ele um habeas corpus preventivo. A estratégia do Palácio do Planalto é aguardar a apreciação do Supremo antes que o presidente assine o decreto. O pedido de habeas corpus da defesa do terrorista está com Luiz Fux, relator do caso, que deve decidir monocraticamente.

email
share this

, , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,