navbar

GUERRA À VISTA? Jacob Rothschild vende uma quantitade massiva de ativos em dólares e renomado analista norte-americano diz que confronto entre EUA e Coréia do Norte pode acontecer em Setembro

ROTHSCHILD-CRISIS-WAR

Via Adoninas

Jacob Rothschild publicou um informe detalhando uma enorme mudança em seus ativos, migrando significativamente de dólares para libras esterlinas e euros.

O informe da RITCAP, declarou: “Não acreditamos que seja um momento adequado para aumentar o risco” e que estamos em um momento em que “o crescimento econômico não está garantido”.

O vídeo abaixo da uma descrição detalhada de algumas ramificações do que isso poderia ter para a economia dos Estados Unidos e global.

Analista de renome nos EUA prevê um “confronto” com a Coréia do Norte em 12 de setembro de 2017

Por  | Infowars.com – 30 de agosto de 2017

O economista e prognosticador Martin Armstrong está prevendo um “confronto” militar dos EUA com a Coréia do Norte até 12 de setembro.

Martin_Armstrong

Martin Armstrong

Armstrong é conhecido por prever com sucesso o acidente de Black Monday de 1987, bem como o colapso financeiro da Rússia de 1998.

Ele também previu com precisão uma revolta política contra o status quo na América, dois anos antes de Donald Trump ser eleito presidente dos EUA.

“Não há dúvida de que ele está fazendo isso para mostrar força e manter o controle”, escreveu Armstrong em resposta à decisão de Kim Jong-Un de lançar mísseis sobre o Japão no início desta semana. “Sempre há pessoas dentro de um governo que o matariam se ele parecesse fraco. Tal qual é o destino dos ditadores”. Armstrong cita 11 a 12 de setembro como a “peça-chave para um conflito em nosso modelo de guerra com a Coréia do Norte”. “Nós devemos estar em guarda para este momento em que um confronto pode surgir”, ele conclui.
Em resposta à mais recente provocação da Coréia do Norte, a Rússia ordenou uma evacuação em massa de 1.500 pessoas de sua fronteira com o estado stalinista.

O teste de uma bomba nuclear B61 atualizada no deserto de Nevada também pode “significar que os Estados Unidos estão se preparando para a guerra”, de acordo com o analista militar Oleg Glazunov.

Enquanto isso, o Brandon Smith da Alt-Market.com pensa que a forma como a mídia está tratando a situação é ameaçadora. “A mídia dominante, em vez disso, está desfocando o assunto para minimizar qualquer chance de que a atual retórica inflamada em ambos os lados do Pacífico seja qualquer coisa além de fanfarronices que acabarão em gemidos, em vez de explosões de bombas”, escreve Smith.
“Esta é uma das razões pelas quais eu acho que a guerra é iminente. A mídia é um notável indicador contrário dos fatos. O que eles prevêem é geralmente o oposto do que se torna realidade (basta ver Brexit e a eleição de Donald Trump, para começar)”.

email

, , , , , , , , , ,