navbar

Carne brasileira sofre embargo dos EUA provavelmente após vazamento do suposto chefe da CIA no Brasil e viagem de Temer para a Rússia

putin

Após o vazamento do suposto chefe das operações da CIA no Brasil, Duyanne Norman, na agenda oficial do ministro do Gabinete de Segurança Institucional, Sergio Etchegoyen, e da viagem de Michel Temer para a Rússia, foi comentado na Rádio Vox sobre uma possível retaliação do governo Donald Trump que poderia ocorrer, fato consumado pela suspensão de todas as importações de carnes frescas para os EUA.

Estados Unidos anuncia suspensão de importação de carne fresca do Brasil

Segundo o site Bloomberg, a medida foi tomada diante da preocupação recorrente sobre a segurança dos produtos destinados ao mercado americano

O Secretário de Agricultura dos Estados Unidos, Sonny Perdue, anunciou a suspensão de todas importações de carne fresca do Brasil devido a “preocupações recorrentes sobre a segurança dos produtos destinados ao mercado americano”. As informações são da Bloomberg, empresa destinada à divulgar informações financeiras.

Procurado pelo Correio, o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) não se posicionou. A suspensão deve continuar em vigor até a pasta adotar as medidas corretivas. Na semana passada o Mapa cancelou, temporariamente, a exportação de cinco frigoríficos brasileiros para os Estados Unidos, porque autoridades sanitárias americanas verificaram problemas na reação à vacina de febre aftosa. O embargo norte-americano pode estimular que novos países a adotarem o cancelamento temporário das importações.

 

Desde março, o Serviço de Segurança Alimentar e Inspeção (FSIS) do Departamento de Agricultura dos EUA (USDA) inspecionou 100% da carne in natura vinda do Brasil, e rejeitou 11% desses produtos. O número é bem maior do que a taxa média de rejeição de 1% para a carne importada de outros países. Desde o início das inspeções mais rigorosas, foram rejeitados 106 lotes de produtos de carne bovina do Brasil, devido a preocupações de saúde pública, condições sanitárias e questões de saúde animal. O USDA ressaltou que nenhum dos lotes rejeitados entrou no mercado norte-americano.

 

Em nota divulgada nessa quarta-feira (21/6), a assessoria de imprensa do Mapa disse que o ministro Blairo Maggi garantiu que a reação à vacina nos animais não oferece risco à saúde pública, mas que o ministério já cobrou providências das empresas. A pasta formalizou o pedido aos laboratórios que produzem a vacina contra a aftosa que reduzam a dose de 5 mililitros para 2 mililitros.

 

“O Brasil é livre da febre aftosa e, portanto, não é preciso mais utilizar 5ml, que é uma dose reforçada. Inclusive, a medida irá reduzir custos de logística e está em consonância com a programação de retirar totalmente a vacinação do país entre 2019 e 2023, quando o Brasil deverá ser reconhecido pela Organização Mundial de Saúde Animal (OIE) como livre da doença sem vacinação, como já acontece em Santa Catarina”, destacou a nota.

 

A decisão anunciada nesta quinta-feira (22/6) pelo USDA se sobrepõe à medida do governo brasileiro, de suspender cinco frigoríficos de exportar carne brasileira. “Garantir a segurança da oferta de alimentos de nossa nação é uma de nossas missões cruciais, e nós a levamos muito a sério”, disse Perdue em comunicado. “Embora o comércio internacional seja uma parte importante do que fazemos no USDA, e o Brasil seja um antigo parceiro, minha maior prioridade é proteger os consumidores americanos. É isso que fizemos ao proibir a importação de carne bovina in natura do Brasil”, finalizou.

 

Com informações da Agência Estado

 

Produtores temem que embargo à carne brasileira afete acesso a novos mercados

Agência Brasil

Produtores de carne do país temem que a decisão dos Estados Unidos de embargar o produto brasileiro in natura (carne fresca) prejudique o acesso do Brasil a novos mercados. A preocupação foi revelada pelo vice-presidente da Sociedade Nacional de Agricultura (SNA), Hélio Sirimarco, para quem a decisão do governo norte-americano causa mais impacto à imagem do produto brasileiro que ao bolso do exportador.

“A preocupação é mais com a imagem do país como exportador e produtor de pecuária do que com a parte financeira, porque os Estados Unidos não são um importador importante de bovinos in natura”, disse o dirigente da SNA. Em nota, outra entidade, a Associação Brasileira da Indústria Exportadora de Carne (Abiec), manifestou a crença de que as exportações possam ser retomadas em curto prazo, com base no comunicado norte-americano.A suspensão da importação foi decidida porque 11% da carne exportada pelo Brasil desde março não passou em testes de qualidade nos Estados Unidos. Sirimarco lembrou que a venda de carne desse tipo para aquele mercado é recente, mas admitiu que a atitude do governo norte-americano pode ter repercussões sobre outros países, uma vez que o Brasil está tentando abrir novos mercados, como Japão e Coreia.

Sirimarco afirmou que o Brasil é o único exportador de carne vacinada contra a febre aftosa para o mercado norte-americano. O que ocorreu, segundo ele, foi alguma reação à vacina nos bovinos, que provocou “calombos” na carne, mas nada que altere a qualidade do produto. Os Estados Unidos têm, porém, normas rigorosas de controle que detectam esses processos e, na dúvida, visando à proteção do consumidor, “eles simplesmente embargam” a importação, comentou.

O dirigente destacou que o Ministério da Agricultura já havia sido comunicado do problema e tinha tomado providências, como a suspensão da exportação de carne para os EUA de cinco frigoríficos, esta semana, como uma medida preventiva. O ministério, reforçou o vice-presidente da SNA, já está sinalizando a adoção de nova metodologia de inspeção na carne nos frigoríficos, mais rigorosa.

De janeiro a maio, as exportações de carne in natura do Brasil para os EUA atingiram 4,68 mil toneladas, algo em torno de US$ 18,9 milhões. No mesmo período, a China importou 52,88 mil toneladas. “Ou seja, a importação dos Estados Unidos não chega nem a 10% da [compra da] China e a estimativa para este ano do Brasil, de [exportação de] carnes bovinas, incluindo produtos industrializados, está em 1,5 milhão de toneladas”.

Como o bloqueio dos Estados Unidos à carne fresca pode impactar o mercado brasileiro

 

email

, , , , , , , , , ,

  • Rafael Garbelini

    Pois é…

  • Edson Ricardo

    Boa noite Alex, o som está ótimo. 5/5

  • Marco Silveira

    Boa noite a todos !

  • Roni Peterson Pinto Dias

    Boa noite Alex e ouvintes. As posições já foram definidas. Brasil é dos Russos e Chineses. A Rádiovox alertou.

  • Pedro Talita

    Boa noite Alex e Amigos.

  • Filipe Raia

    Boa noite Alex, boa noite amigos!

  • Edson Ricardo

    Eu vi a entrevista do ministro na tv e basicamente o que ele diz é que não tem nenhum problema em ingerir carne com um pouquinho de abscessos. (pus na carne)

  • Ricardo Araujo

    Boa noite, Alex Pereira e Voxers! Na escuta sempre aqui no Sarneyquistão! Meta o tapa nesses vagabundos de mão aberta mesmo!

  • Vitor Sulzer

    Boa noite Alex Pereira e ouvintes! Na escuta daqui do Hell de Janeiro.

    • Oderian Aulas

      É Hell mesmo, viu? Uma cidade que tinha tudo para ser de fato ” maravilhosa”.

      • Vitor Sulzer

        Pois é. A natureza continua maravilhosa, mas junto a isso há muita miséria, fraudes, corrupção política, densa criminalidade, narcotráfico, prostituição, mistificação ideológica, malandragem acadêmica, e por aí vai…

  • Henrique Marangoni

    Boa noite, queridos.

  • Pedro Talita

    Tem um video no foicebook onde mostra que no Rio de Janeiro há trabalhadores autonomos que não conseguem a licença para trabalhar. Os Sírios e Haitianos estão conseguindo na hora. O governo brasileiro é inimiga do próprio Povo.

    • Oderian Aulas

      Você pode compartilhar o vídeo. Por favor?

  • nathanael giglio

    Boa noite à todos !!

  • Roni Peterson Pinto Dias

    As grandes empresas estão intensificando a agenda gayzista. Uma enxurrada de propagandas LGBT.

  • nathanael giglio

    Boa noite à todos !!

  • Henrique Marangoni

    Boa noite.

  • Roni Peterson Pinto Dias

    Boa noite Alex,Francisco e ouvintes. Na escuta. É farinha e carne podre pra tudo que é canto.

  • Eder Giovani Savio

    Em 29 de março Temer assinou Decreto e MP que aumentam multa de fiscalização sanitária para 500 mil reais e inclui expressamente os pequenos produtores rurais. Isso tem o objetivo de forçar a população a comprar apenas dos grandes. O que me assusta é que ninguém repercutiu ou se preocupou com isso.

  • nathanael giglio
  • Filipe Raia

    Boa noite amigos!

  • nathanael giglio
  • nathanael giglio
  • Edson Ricardo

    Boa noite a todos, boa noite Alex, eu estava agora mesmo vendo um documentário sobre o Josef Mengele na américa latina e comparando com os métodos desse Roger Abdelmassih. Incrível como algumas historias se repetem. Parei pra ouvir a radiovox e olha só a coincidência, estão falando disso.

  • nathanael giglio
  • nathanael giglio

    Alex …é no Vale do Paraiba !! Região sul de SP !!

  • nathanael giglio

    Era o Gal MacCarthur !!

  • nathanael giglio

    kkkkkkkkkkkkkkkkk…marido me boto chifle né !!

  • nathanael giglio

    Abraços Francisco e Alex !!

  • Marco Silveira

    Boa noite a todos !

  • nathanael giglio

    Boa noite à todos !!

  • Filipe Raia

    Boa noite galera!

  • Filipe Raia

    Será que não é esse o filme, Francisco? https://www.youtube.com/watch?v=P87-_Y4H_1c

  • Edson Ricardo

    Boa noite a todos, boa noite Alex. Cheguei agora, Boa noite radio vox. Fiz um comentário ontem sobre o Mengele e o Roger Abdelmassi, gostei muito do programa.

  • nathanael giglio