navbar

Militares dos EUA bombardeiam terroristas no Iêmen após ataques contra navio de guerra da Marinha norte-americana





20161012ussmason

O USS Mason, da Marinha dos EUA

As forças militares dos EUA lançaram um ataque com mísseis cruise Tomahawk, nessa quinta-feira, destruindo três estações de radares no Iêmen controlados por terroristas Houthi alinhados ao Irã. Essa retaliação ocorre após tentativas de ataques mal sucedidas contra o contratorpedeiro (destroyer) da Marinha dos EUA USS Mason.

Os ataques autorizados pelo presidente Barack Obama, representam a primeira ação direta do país contra alvos Houthi no conflito iemenita.

Oficiais norte-americanos falaram sob a condição de anonimato, dizendo que o contratorpedeiro USS Nitze lançou mísseis Tomahawk por volta das 4 da manhã local (0100 GMT).

Michael Knights, um especialista no conflito no Iêmen do Washington Institute for Near East Policy, sugere que os Houthis , terroristas da seita Shiita, podem estar envolvidos com o grupo terrorista Hezbollah, do Líbano. O Hezbollah é um tentáculo da ditadura iraniana no Oriente Médio.

USS Mason foi salvo por tecnologia de ponta militar dos EUA-OTAN

map_of_bab-el-mandebDe acordo com o blog do United States Naval Institute’s, o Mason disparou três mísseis, dois mísseis RRIM-66 e um RIM-162 ESSM, durante o engajamento ao norte de Bab-el-Mandeb. O destróier estava escoltando USS Ponce (ASFB(I)-15) no momento do ataque, e utilizou o sistema de defesa Nulka. Isto marca o primeiro uso da RIM-162 ESSM em combate, e a primeira vez que o SM-2 foi utilizado para a sua finalidade de defesa antiaérea.

A RIM-66 Padrão SM-2 tem sido usado desde 1978 para fornecer defesa de área para a Marinha dos Estados Unidos. O míssil tem um alcance de 40 a 90 milhas náuticas, dependendo da versão, utilizando a chamada orientação semi-ativa, por radar. O míssil se encaixa ao Sistema de Lançamento Vertical (VLS) Mk 41. Ele tem uma velocidade máxima de Mach 3.5, mais de três vezes a velocidade do som.

O Evolved Sea Sparrow Missile (ou ESSM) entrou em serviço em 2004. Este é um míssil tem um alcance de até 27 milhas náuticas, e uma velocidade máxima superior a Mach 4.

O sistema de antímissil Nulka, um foguete disparado pelo navio de guerra que pode pairar durante um certo período de tempo empregando contramedidas eletrônicas e despistando o míssil antinavio. O propósito é enganar os mísseis para engajarem em um alvo falso de um navio inexistente, em oposição ao navio de guerra real.

Acredita-se que os mísseis disparados contra USS Mason possam ser uma cópia iraniana do míssil chinês C-802, chamado de Noor. O Noor foi usado contra a corveta israelense Hanit, na guerra com o Líbano de 2006, mas por sorte apenas causou poucos danos. O C-802 / Noor tem uma velocidade máxima de Mach 0.9, com um alcance de pouco menos de 75 milhas, e uma ogiva 419 libras.

images

O HSV-2 Swift atingido por dois RPG’s na semana passada

A Marinha dos Estados Unidos ainda está investigando o incidente. Em 1 de outubro de HSV-2 Swift, um ex-navio da Marinha EUA agora propriedade de uma empresa civil nos Emirados Árabes Unidos, foi atacado e atingido por pelo menos dois foguetes RPG, causando danos ao navio.

Esses ataques são uma clara orquestração dos aliados da Rússia e China contra a influência norte-americana na região e mais um elemento para a escalada dos conflitos afim de promover uma guerra total contra o Ocidente.

email

, , , , , , , ,

  • Fernando Fidelis

    O famoso “eles atiraram primeiro mas não conseguiram acertar!!!”. Tecnologia et os salvou, mas revidaram… acredite quem quiser.

    • Fernando Freitas

      Sim.. vão começar a divulgar tudo.. só pra contentar os eternos defensores dos frascos e comprimidos.